:: /var/log/messages ::

Everything is being logged. init: Switching to runlevel: 3
:: Bem vindo ao /var/log/messages :: bloghome | Contato ::
[::.. Recomendo ..::]
:: Attrition ::
:: DarkSide Forum ::
:: Natural Selection ::
:: Evil Overlord ::
:: Maddox ::
[::.. Blogs ..::]
:: Taxitramas ::
:: Suburbia Tales ::
:: Personalidade em drágeas ::
:: Jesus me chicoteia ::
:: Ultima milha ::
[::..archive..::]

:: 1/4/2012 ::

Criado por Never Ping em:1/4/2012 11:11:03 PM

(DES)CONVERTENDO PESSOAS.

Num dia desses levei meu carro na concessionária da Toyota para consertar um problema no motor. O legal da concessionária que vou, a Kaizen, é que ela oferece, mediante agendamento prévio, serviço de deslocamento que pode pegar-lhe de qualquer ponto do Rio de Janeiro ou ainda levar-lhe para qualquer outro lugar do Rio de Janeiro, tornando assim mais fácil você deixar seu carro para eventuais revisões e manutenções.

Pois naquele dia estava aguardando a chegada do motorista na recepção, para que ele pudesse me transportar. Ele veio num Siena (casa de ferreiro, espeto de pau) e teve que levar ainda mais um cavalheiro que também agendou deslocamento à Ramos primeiro, que era a cara do Datena (inclusive trajes). Achei OK, visto que não tinha pressa. Entrei no carro, junto com o "Datena". O funcionário da Toyota, um senhor de seus 50 e poucos anos, cordialmente liga o ar-condicionado e o rádio, que estava às alturas numa rádio evangélica qualquer tocando uma música da Aline Barros qualquer (ele desligou logo em seguida quando entramos). Neste momento senti que, depois dele deixar o "Datena" em Ramos, eu deveria ao máximo evitar de tocar no assunto religião com ele.

Ok, fomos à Ramos eu, Datena e o senhor, conversando firulas muito chatas como "tá calor", "governo só tem ladrão" e etc... Eu prefiri ficar quieto. Até conversei com o "Datena" sobre a linha Corolla, as razões pq eu tava na concessionária e ele também. Em 20 minutos chegamos à Ramos, aonde ele desembarcou num lugar sinistro que parecia ser uma empresa de logística. A partir disso, seguimos para à Barra, meu destino (sim, muita contra-mão, deal with it!).

Neste momento a gente conversou muito sobre as coisas, sobre a Toyota, Impostos, decadência da cidade do Rio de Janeiro, histórico da cidade do Rio de Janeiro, política e tudo mais. Na verdade, o motorista gostava de escutar, ele sempre perguntava minha opinião das coisas. Até que chegou o ponto crucial deste post:

- Você parece ser alguém sabido... eu queria te perguntar uma coisa: O que você acha dessas igrejas evangélicas que pedem dinheiro?

TENSO.

Bem, nem tenso de verdade. Uma das várias coisas que aprendi é você não deve fazer nunca ir contra a crença da pessoa. EVER. A não ser que você queria ter conversação por horas, aí tudo bem. Outra é nunca dar a dica que você não acredita em porra nenhuma ou que você acredite em algo diferente do cristianismo em geral. Também, repetindo, a não ser que você queria ter conversação por horas. As sinápses começaram a percorrer rapidamente no cérebro, imaginando se devo cair nessa ou não, formulei possibilidades do que poderia ocorrer, do que falar, consultas rápidas na região do cérebro se eu estava de saco cheio ou não... e em 2 segundos respondi:

- Você quer saber o que *eu* penso sobre isso?

Ele me responde curiosamente:

- Sim.

Ok, ele assinou embaixo de que agora lá vem sarrafo.

- Bem, eu penso da seguinte forma: Todo cristão deve fazer o que Jesus determinou, certo?

- sim.

(NOTA: Não citei os versículos ao cavalheiro que conduzia o carro pois eu não os sei de cor, apenas sei que existem e sei basicamente o que trata cada assunto. Portanto, direi aqui cada passagem para que cada um analise em suas bíblias ou busque na internet. Facilitarei as pessoas e linkarei cada conteúdo ao Bible Gateway. Tudo o que sei foi apredido durante o período que frequentei a 1º comunhão ou as diversas vezes em que fui à missa)

- Ok, sabendo-se disso, eu lembro certa vez que uma galera (Mateus 22:15-22) a fim de encher o saco de Jesus, foi questionar se era certo ou errado pagar os impostos ao Império Romano, que dominava a região. Era uma pegadinha, pq eles queriam que ele dissesse que não, pois assim ele poderia ser preso e castigado como algum tipo de crime fiscal da época. E, se ele dissesse que sim simplesmente, ele perderia a simpatia com as pessoas que o começavam a segui-lo, pois as pessoas não curtiam o domínio de Roma e ter que pagar impostos. Jesus livrou-se da pegadinha ao perguntar para os caras o que tinha na moeda. Eles responderam que a moeda tinha o rosto de César cunhada. Jesus então responde "Dai a César o que é de César. E a Deus o que é de Deus". E então o que ele quis dizer? Ele quis dizer que, como a moeda TEM o rosto de César, esta moeda faz parte de quem a criou... Portanto, Jesus acha correto ter que devolver ao seu criador à sua cria. E o que Deus criou? Ele nos criou. Ele nos pôs a este mundo. Logo, A Deus temos que dar nossas vidas. E o que seria dar nossas vidas? Seria a devoção, o amor a Deus (Marcos 12:28-34), essas coisas... Não são as coisas terrenas, como dinheiro (Lucas 16:13). Portanto, pergunto-lhe, a nota de cem reais, ela está escrita "Banco Central do Brasil" ou está escrito "Reino de Deus?"

- Banco Central do Brasil.

- Portanto, sabemos aonde destinar o dinheiro. O dinheiro tem que ser dado a quem o criou: Aos bancos, as contas que pagamos, as coisas que compramos. Porque esta é a nossa MOEDA na Terra. E não a MOEDA de Deus. Não lembro de nenhum momento em que Jesus disse que devemos pagar dízimo. Na verdade, ele diz que é para nos livrarmos de possuir riquezas (Mateus 19:16-30). Tudo bem, alguém vai dizer "AH, MAS NO ANTIGO TESTAMENTO DIZ QUE VOCÊ TEM QUE DAR SUA DÉCIMA PARTE (OU COISA QUE O VALHA )" né (Malaquias 3:6-10)? Beleza. Essas coisas aconteciam MUITO no antigo testamento. Antigo testamento Deus mandava a gente fazer uma porrada de coisas, como por exemplo não trabalhar no sábado (Êxodo 20:8-11), não comer mulher menstruada (Levítico 15:19-33) e etc. Algumas dessas regras devíamos apedrejar as pessoas até a morte como a de trabalhar no sábado (Números 15:32-36). Logo, muita gente fez muita coisa assim... de bobeira, tudo porque Deus mandou. Não era bem isso que Deus queria, na verdade. Por isso, Deus enviou seu único filho à Terra, Jesus, para que ele alinhasse com o povo o que ele realmente queria. Isso é chamado de NOVO TESTAMENTO. Jesus ensina muita coisa e também ensina que nem tudo devemos levar ao pé da letra ou fazer exatamente como Deus mandou. Por exemplo, quando o povo lá queria apedrejar Maria Madalena pq ela traiu o marido (João 8:1-11)? Ele disse "Olha, quem nunca cometeu um pecado atire a primeira pedra". Daí as pessoas dizem "ORAS, JESUS DESRESPEITOU UMA REGRA DE DEUS (Levítico 20:10)"? Podemos dizer que sim. Porque Jesus, como disse, veio ensinar como que realmente você será salvo. Lembre-se que Jesus dizia que "ele é o caminho, a verdade e a vida. Ninguém irá a Deus, senão por ele" (João 14:5-14). Logo, isso pra mim cria o fato que não devemos seguir as regras do Antigo Testamento, mas sim as regras do Novo Testamento, ou seja, as regras de Jesus Cristo. Alguém pode ainda dizer "MAS ISSO SÃO SUAS INTERPRETAÇÕES DA BÍBLIA". Eu sempre digo às pessoas: Eu sempre levo a Bíblia de forma LITERAL. E é como as pessoas deveriam fazer. Oras, quando Jesus fez o milagre de converter a água em vinho (João 2:1-12), ninguém nunca duvidou. Nunca vi ninguém falando "Mas será que era vinho branco o que Jesus fez? Ou será que era tinto? Ou será que ele não pôs Ki Suco?". Porque essas coisas, as pessoas levam ao pé da letra e outras eles criam rodeios para explicar. Isso que é foda! Enfim, é por isso que eu falo: Jesus nunca disse que eu precisava dar dinheiro às Igrejas. Isso é coisa dessas igrejas que querem o dinheiro para si. Jesus quer que nós demos o que eu disse no início da nossa conversa: O que é de Deus.

Então o motorista, impressionado, me disse:

- Mas rapaz....! Nunca pensei nisso antes? É verdade!

Pois é, rapaz...

E a viagem seguiu-se bem.

R.R. Soares, Edir Macedo... Chupem!
Comments:

:: 12/4/2011 ::
Criado por Never Ping em:12/4/2011 01:07:36 PM

EMBROMATION SOCIETY - EASY CREDIT

Eu sempre digo para as pessoas que o crédito fácil é o ópio da sociedade, refraseando a famosa frase de Voltaire para os paradigmas da sociedade atual.

Há caso de duas semanas, enquanto estive na residência dos meus pais no sábado, o telemarketing ativo da American Express estava trabalhando a todo vapor, tanto que ligaram-me oferecendo o cartão de compras Amex Green, explicou todos os benefícios do cartão e aí...

Atendente: Esse cartão, Sr. Willian, ele não possui mais aquela taxa do qual o senhor paga quando não utiliza o cartão de crédito, mas ele tem uma anuidade de 3 de 60 reais ao ano. Fazendo conosco, ela fica de 3 de 30 reais.
Eu: Atualmente eu não pago nada para ter cartão de crédito, porque agora preciso pagar?
Atendente: É porque ele tem todas as vantagens incluídas que te falei.
Eu: Olha, você me ligou para oferecer um cartão gratuito, e não um cartão que eu tenha que pagar para ter.
Atendente: Ok, façamos assim, 3 de 15 reais a anuidade.
Eu: E eu quero não ter anuidade.
Atendente: Mas isso eu não posso fazer.
Eu: Então estamos conversados.
Atendente: Ok, este ano você não paga anunidade.
Eu: Assim aceito.

Ok, passei para uma triagem pós-captação de clientes que me daria o famigerado cartão American Express Green que não possui limites. Quer comprar o Chevrolet Camaro por 179 mil reais? A vista o cartão aceita.

15 dias depois o cartão chega. Hora de desbloquear. Feito o desbloqueio, temos a singela conversa

Atendente: Algo mais que eu possa ajudar o senhor.
Eu: Sim, agora que tenho o Amex green, gostaria de cancelar o Amex Gold Credit.
Atendente: Por qual motivo, senhor?
Eu: Porque eu tenho dois cartões, eu preciso apeans de um.
Atendente: Senhor, o American Express Gold Credit apresenta um limite de TRÊS MIL E QUINHENTO REAIS pré-aprovados para o senhor gastar.
Eu: Sim, e o American Express Green é SEM LIMITES.

E ae fica aquele silêncio na linha que pertuba. Quem fala sem pensar dá nisso.

Ela tentou transferir para a área de triagem mas ela disse que "O setor de cancelamento não trabalha no sábado".

Hmmmm saquei: Quem faz venda de cartão de crédito são ateus e os que cancelam são adventistas, já que não trabalham no sábado. Não entedi...

(na verdade todo mundo aqui sabe que se um atendente deixa um cliente cancelar um serviço ele perde pontos e/ou bônus no final do mês ou semestre, mas isso todo mundo tá careca de saber...)

Segunda-feira será um dia bem divertido.
Comments:

:: 9/3/2010 ::
Criado por Never Ping em:9/3/2010 03:58:59 PM

EMBROMATION SOCIETY - BUROCRACY

Se tem algo que me dá espasmos musculares, úlceras, raiva e decepção é quando eu preciso ir a um órgão públicou ou de serviço público e fazer algo simples. Eu digo isso porque todos os atendentes tem arrogância e prepotência para atender qualquer individuo. Eles não estão se importando com o que estão prestando a população, mas sim umas regras de etiquetas que eles devem adorar contando hilários os pedidos que recusam. O DETRAN é de longe o órgão público que mais utilizo e é um dos que menos facilita a vida do cidadão. Um órgão que pouco havia enfrentado problemas, mas sei que é chato é Cartório. Cartório já é algo errado porque eles possuem meios mirabolantes de tornar sua vida um inferno, por mais babaca que seja sua solicitação.

A história de hoje passa-se no 15º Ofício. O objetivo era realizar um procedimento simples: Autenticar uma cópia (xerox) do recibo de compra e venda do carro para que eu despachasse para são Paulo para que meu tio pudesse dar baixa do veículo no DETRAN-SP (diferente do RJ, que pode ser feito pela internet). OK.

Chegamos ao lindo cartório situação no Shopping Downtown, Av. das Américas 500 bloco 11. Peguei um ticket de atendimento, cheguei as 10:00 e não havia ninguém. Peço apenas p/ reconhecer firma. Aos que não sabem, trata-se de um procedimento no qual um documento que você assinou é de sua assinatura. Para que o cartório certifique-o, você tem que fazer um procedimento de criação de firma naquele cartório em específico, algo que já tinha feito e é boçal. Beleza. Eis que o escrivão pega o documento de compra e venda e temos o seguinte conversa:

Eu: Gostaria de reconhecer fimra desse documento. Aqui está a cópia dele.
(Escrivão analisa, me devolve as duas coisas)
Escrivão: Não posso fazer. Este cartório que você reconheceu sua firma é de São Paulo. Precisamos de um Sinal Público deles para confirmar que o escrivão "alexandre" existe e sua firma aberta lá.
Eu: ??? como assim?
Escrivão: Olha só, você reconheceu firma lá, certo? Então, se você quer uma autenticação dessa cópia, esse prodecimento deveria ter sido feito em São Paulo, junto com este escrivão. Agora chegando aqui, preciamos bater a sua firma com a firma que você tem conosco. Aí sim poderei reconhecer sua firma e autenticar.

???

Ok, parece razoável.

Eu: E o que eu tenho que fazer?
Escrivão: Liga pro cartório de SP e pede para eles mandarem o Sinal Público.
Eu: ok.

Sai da fila. Liguei pro cartório de SP. E essa foi a conversa.

Eu: Eu queria um sinal público para o cartório que estou.
Escrivã: Ok... pode me dizer qual o cartório?
Eu: 15º Ofício de notas.
Escrivã: ... que fica na Rua do Ouvidor, 89?
Eu: Na verdade este não fica na ouvidor, fica na Av. Das Américas.
Escrivã: NÃO SENHOR! ESTE FICA NA RUA DO OUVIDOR. ISTO CONSTA NOS REGISTROS OFICIAIS DE CARTÓRIOS DO RIO DE JANEIRO!

Ok, agora eu sou mentiroso.

Eu: Olha, pode existir de repente um na Rua do Ouvidor, mas não poderia ter de repente dois "15º Ofício de Notas da Tabeliã Fernanda de Freitas Leitão"?
Escrivã: Senhor o que você precisa, na verdade?
Eu: Eu fui tentar autenticar uma xerox que eu fiz aqui no RJ do documento de compra e venda de um veículo que comprei em SP que tem a firma minha aberta aí e do vendedor e fui negado porque eu precisava de um sinal público do seu cartório para cá.
(Ae a escrivã pega e começa a digitar)
Escrivã: Confirmado! O 15º Ofício de Notas fica na Rua do ouvidor.

Beleza, então eu sou um maluco.

Eu: OK, aqui neste cartório tem um site. Entra aí: www.cartorio15.com.br
(ela entra)
Escrivã: Entrei. Aqui diz rua do ouvidor. Tudo bem. Mas olha só, consta para nós que enviamos já 3 sinais públicos para este cartório este ano. O último no dia 12 de agosto.
Eu: Mas o documento que eu tenho aqui é de 18 de agosto.
Escrivã: Isso não importa. O que importa é que já enviamos o sinal público. Não precisamos enviar outro.
Eu: Ok, o que é um sinal público?
Escrivã: Basicamente reconhecer entre os cartórios de que os tabeliões existem e que eles dizem quem eles são.
Eu: Ok, mas eu não preciso de um sinal público da MINHA ASSINATURA?
Escrivã: Não!!! Não é assim que funciona ...Olha, porque você não vai no 1º oficio de notas no Centro do RJ? Fica na Rio Branco, é mais fácil. Eles costumam fazer melhor as coisas.

Beleza, então eu sou um despachante otário. Vou sair da Barra para ir ao Centro do Rio de Janeiro realizar o procedimento mais boçal do universo? VALEU!

Eu: ok, vou ver aqui.

Ver nada! Eu peguei novamente o ticket para reconhecimento de firma. Ia por os dois para conversar no telefone e resolver isso. Acabo que cai em outro escrivão.

Eu: Bom dia
Escrivão2: Bom dia
Eu: poderia reconhecer essa firma?
Escrivão2: 5 reais.
(dado o dinheiro, ele olha o documento, examina. Cola o selo)
Escrivão2: Aqui está.
Eu: Muito obrigado e bom dia
Escrivão2: Bom dia.

Eu acredito fortemente que existam duas pessoas neste mundo no que se diz de serviço público: Aqueles que querem cooperar com a sociedade e aquelas que querem prejudicar a sociedade. Hoje conheci as duas.

PS: Pós esse caos, entro no site e encontro DOIS ENDEREÇOS PARA ESTE CARTÓRIO. É, eu devo ser um mentiroso e maluco.
Comments:

:: 12/6/2009 ::
Criado por Never Ping em:12/6/2009 07:23:26 PM

EMBROMATION SOCIETY - FOOTBALL

Flamengo acaba de ser campeão. Adriano chora, Pet fala palavras sensatas, Fluminense e Botafogo saem do rebaixamento.

E isso não impede de um número desconhecido tocar no meu celular,a voz feminina de uns 30 anos grita:

voz: ÉÉÉÉ HEXAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!
Eu: HEXA, NÃO!!! PENTA!
voz: HÉÉÉÉÉÉXAAAAA
Eu: Penta, é penta de acordo com a CBF.
voz: Ué como assim?
Eu: Em 1987, vocês não jogaram contra o Sport e aí a CBF deu como campeão eles!
Voz: Não!!!! A GENTE É HEXAAA! HEXAAAA!
Eu: Quem é Hexa é o São Paulo, por acaso 6-3-3.
Voz: (já perdendo o clima de festividade) Quem tá falando?
Eu: Eu
Voz: Eu quem?
Eu: Eu porra!
Voz: Mas quem é que tá falando
Eu: Olha, se você ligou errado eu não tenho nada com isso, mas o único hexacampeão é o São Paulo!!!!
Voz: VOCÊ ESTÁ FALANDO MEEEEERDAAA, VC TÁ COM INVEJA
Eu: Inveja?! E o Internacional? Campeão de todos os campeonatos? O Flamengo só fez o dever dele!!!
Voz: AHHHHHH PÁRAAA...!
Eu: É a vida....
Voz: Ah, então valeu, mas somos hexas!
Eu: ok...

E tchau, desligo. Esse pessoal que não sabe ler um Wikipedia ou o site da CBF

Comments:

:: 11/7/2009 ::
Criado por Never Ping em:11/7/2009 05:00:14 PM

OS VISITANTES E O RIO DE JANEIRO

Para quem não sabe, a ABC, American Broadcast Channel, iniciou esta semana um 'remake' do seriado "V". Esse seriado passou por alguns anos na antiga TVS, hoje SBT, há pelo menos 20 anos atrás. O seriado conta uma raça de alienígenas que visitam nosso planeta, sendo eles auto-proclamando de "Visitantes". 14 naves dele estacionaram nos ares das mais populosas capitais do mundo. Nova York, França, Moscou, Los Angeles, Cairo e... agora... Rio de Janeiro.

Provavelmente na série antiga o Rio de Janeiro não era uma das capitais que tinha no seriado original, mas ainda sim é de minha surpresa ver os Visitantes aqui. Mas é claro, que não deixaria de apontar as seguintes coisas que aconteceriam aqui:

- O Lula diria que "Nunca na história deste país fomos tão amistosos com estrangeiros...e do espaço!"
- O Beltrame diria "Temos índice de criminalidade a níveis 'Visitantes'".
- Se estivesse sobrevoando pelo morro do São João, o tráfico atiraria na nave e cairia.
- Os vereadores criariam um novo feriado chamado Dia do Visitante. E colocaria 2 dias após um grande feriado nacional.
- Na 98 FM no "good times", o locutor falaria algo como "Marisa de Vicente de Carvalho manda um beijo carinhoso para os Visitantes e diz 'Léo, te amo'".
- A prefeitura lançaria a campanha "RIO, CIDADE CANDIDATA DOS VISITANTES"
- A Revista Época lançaria uma capa dizendo "VISITANTES: O QUE VOCE PRECISA SABER"
- A Revista Veja lançaria a mesma capa da Época, com um foto de um ângulo diferente com os dizeres "7 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER DOS VISITANTES".
- O Jornal Meia Hora faria uma capa dizendo "Eles são visitantes Jou... Joutro mundo!"
- O Boechat iniciaria o programa dizendo que só iria até as 10 da matina mas fica até às 11 e meia, dizendo que canalhas do governo vão desviar os recursos naturais do Rio e do Brasil para botar dinheiro no bolso.
- O Jornal Nacional gastaria o tempo inteiro no noticiário e colocariam o William Bonner e a Fátima Bernardes posados em cima da nave
- Glória Maria entrevistaria Anna em exclusividade, marcando o retorno dela ao Fantástico.
- A Net iria lançar um payperview com 24 horas da programação filmando apenas a nave.
- No próximo Big Brother, alguma mulher logo no segundo dia do programa falaria que já saiu com um Visitante. E achou ele fraco.
- Na uruguaiana, venderiam produtos falsificados pró-visitante
- Pessoas andariam com camisas "100% vistantes".
- Nas passagens gratuitas que os Visitantes dão para visitar a nave, cambistas venderiam em frente à plataforma de embarque por 100 reais. Apesar das ínumeras denuncias via TV, rádio e jornal, o governo 'diz que vai tomar uma atitude'.
- Datena iria falar no programa dela "O QUE QUE ESSA ANNA TEM DE ESPECIAL? QUEM ESSA ANNA PENSA QUE É? PQ ELA NÃO VEM FALAR AO VIVO AQUI NO MEU PROGRAMA?"
- "O impostor" do Pânico teria a missão de entrar na nave e pagar um "peitinho" a Anna.
- O bola faria um quadro "5 maneiras de agradecer os Visitantes".
- O Canal Brasil mostraria uma pornochanchada dos anos 70 de nome "Matou a família e foi ver Visitantes."
- A Playboy faria uma edição da ex-BBB que disse que teve um caso com os Visitantes.
- Amaury Jr. faria seu programa dentro da nave dos Visitantes a partir de agora. Sempre dizendo que está em compania das pessoas mais influentes e importantes do cenário carioca.
- A GRES Grande Rio faria uma temática sobre os Visitantes no próximo carnaval, mas daria Viradouro falando do índios Aimoré.

Comments:

This page is powered by Blogger. Isn't yours? O melhor mod para Half Life